Fim de Semana no Parque Ibirapuera: 4 museus pouco conhecidos que você precisa conhecer imediatamente

Veja como é fácil conhecer os museus no Parque do Ibirapuera. 

Suas prioridades durante a semana são o trabalho, os estudos e também a academia. Mas passear com os amigos e o mozão também são?

Com pouco tempo para programar o fim de semana, a primeira coisa que fazemos é entrar na internet e pesquisar nos motores de busca ou as redes sociais.


Até aqui tudo bem, acho que muitas pessoas fazem assim mesmo. Mas o resultado disso é uma verdadeira frustração.

Milhões de informações desconexas, desorganizadas e de lugares que nem existem mais, e o simples ato de pesquisar acaba atrapalhando mais do que ajudando.

Sabemos que planejar um fim de semana não é assim tão complexo, mas é preciso algumas horas de navegação para conseguir montar um programa completo, de acordo com o seu perfil e com informações relevantes.

Agora imagina programar todos os fins de semana do ano ou da vida?

Nós imaginamos e para te ajudar, montamos esse pequeno e surpreendente roteiro dentro do Parque Ibirapuera, para você aproveitar seu fim de semana.

Continue lendo…

O Parque Ibirapuera

O mais famoso parque da cidade, o Ibirapuera, é sem dúvida um dos principais pontos turísticos de SP.

Considerado por muitos o melhor parque do país, o Ibira conta com 1,5 milhão de metros quadrados, ideal para caminhadas, corridas e passeios de bike, assim como praticar diversas atividades em suas múltiplas quadras poliesportivas.

Além de sua imensa diversidade vegetal e animal, o parque abriga ainda dois conhecidos monumentos da capital, o Obelisco e o Monumento às Bandeiras.

Leia mais ->

Veja também:

+ Planetário do Ibirapuera tem sessões gratuitas todos os Fins de Semana ->
+ Guia SP com Pets: 4 playgrounds para ir no Fim de Semana ->
+ 8 passeios imperdíveis em SP para visitar no Fim de Semana ->

 

Museu #1: Pavilhão Japonês

Dentro do Parque do Ibirapuera existe um escondido e agradável recanto de calmaria.

O Pavilhão Japonês, uma construção inspirada no Palácio Katsura, que fica na cidade de Quioto no Japão.

Além do jardim repleto de plantas e árvores ornamentais, identificadas com nome científico e país de origem, o pavilhão abre as portas para uma pequena mostra da memória e cultura japonesa.

São Paulo a maior colônia fora do Japão.

Leia mais ->

 

Museu #2: MAM

O Ibirapuera não é apenas um ponto de lazer, mas também um reduto cultural no qual estão localizados alguns dos principais museus de São Paulo.

Um deles, o Museu de Arte Moderna (MAM), possui um acervo de 5,5 mil peças, que se dividem entre fotografia, desenho, pintura, entre outras formas de expressão.

Funcionamento no Fim de Semana: sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h.

 

Museu #3: Museu Afro Brasil

Também dentro do parque encontra se o Museu Afro Brasil, que destaca a importância da cultura africana na formação da identidade do brasileiro, na perspectiva de artistas nacionais e internacionais.

Com mais de 6 mil obras, entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, a exposição está dividida em 06 núcleos:

  • África: Diversidade e Permanência,
  • Trabalho e Escravidão;
  • As Religiões Afro-Brasileiras,
  • O Sagrado e o Profano,
  • História e Memória
  • Artes Plásticas: a Mão Afro Brasileira.

Leia mais ->

 

Museu #4: MAC

Ainda nas imediações do Ibira, pode ser visitado o Museu de Arte Contemporânea (MAC), cuja coleção de obras traça um panorama da evolução da arte no século passado, e que recebe algumas das mais badaladas exposições da cidade.

Funcionamento no Fim de Semana: sábados e domingos, das 10h às 18h.
Quanto: Gratuito

 

Gostou dessa? Quer aprender mais?

Acesse MeuFindi e veja como você pode transformar sua vida agora mesmo.

  • Para Pessoas que gostam de se divertir;
  • Que precisam de dicas e informações na palma da mão;
  • Um site que oferece ideias do que fazer nos fins de semana e viagens de lazer;
  • Diferente de sites gratuitos;
  • Divirta-se com dicas de roteiros , descontos e cortesias de acordo com seu perfil.

QUERO APROVEITAR O FIM DE SEMANA E CONHECER OS PRINCIPAIS PARQUES DE SP

 

Nossas redes sociais:
Facebook: /MeuFindi | Instagram: @MeuFindi | Twitter: @MeuFindi

Fim de Semana

Dicas para organizar seu piquenique

Primeiro escolha o local onde fará o piquenique, alguns parques precisam de reservas, outros você precisará chegar bem cedo para conseguir um bom local. Escolha uma área onde tem banheiros próximo, assim fica mais fácil para todos, e depois não vai precisar ficar procurando no parque. E claro veja a previsão do tempo!

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

Faça uma lista de convidados, desta forma fica mais fácil organizar o que cada um levará, crie um grupo no Whatsapp com todos, ou caso seja apenas em família, capriche na escolha do cardápio.

Vamos para o cardápio, estamos falando de comidinhas que ficarão por um determinado tempo ao ar livre, é preciso ter cuidado e evitar alimentos que estraguem se ficarem muito tempo sem refrigeração.

Dê preferência à bolos, muffins, pães de queijo, tortas salgadas, frutas, sanduíches e quiches são uma ótima pedida, pois são práticos de transportar e de servir, o melhor é levar os sanduíches já montados. Leve aperitivos fáceis de comer com a mão, como azeitonas, frutas secas, castanhas.

As frutas frescas devem ser levadas, preferencialmente, inteiras, pois dessa forma resistem mais tempo às altas temperaturas. Escolha as frutas da estação, que estejam maduras e sejam fáceis de descascar como maçã e banana. Frutas pequenas e que não precisam ser descascadas, como morangos, uvas e ameixas são ideais.

Blog_Piquenique_op1

Prepare uma ou duas opções de suco natural e leve em garrafas térmicas com gelo. Água de coco e chás gelados também são boas ideias para manter a hidratação nos dias de calor. Para conservar melhor e manter as bebidas frescas opte por bolsas térmicas ou isopores. Uma ótima dica é colocar garrafas plásticas com água congelada dentro das bolsas térmicas pois além de ajudar a conservar os alimentos depois de descongeladas servem para matar a sede.

Leve uma garrafa térmica, ela deixa o seu café, chá ou chocolate bem quentinho para poder aproveitar a qualquer hora do dia.

Não esqueça da toalha de mesa, aquela quadriculada vermelha e branca é realmente um clássico, porém, todas as outras servem muito bem para o propósito: forrar o local onde você vai colocar as suas comidinhas. Leve talheres, copo de plástico e guardanapos.

E dá para levar aquelas caixinhas de som pequenininhas para ouvir uma musiquinha, desde que não seja alta demais para incomodar as outras pessoas do lugar, ou convidar aquele amigo que manda muito no violão!

Leve um saco bem grande para trazer todo o lixo de volta e claro deixar o local da forma como você encontrou. Agora é só curtir seu piquenique com os amigos ou a família!

#BomFindi

Aqui no MeuFindi você escolhe o melhor passeio em 1 clique.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017

>> Clique Aqui << 

Nossas redes sociais:
Facebook/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail receba novos conteúdos em primeira mão!

3 passeios provam que SP é muito mais verde do que você imagina

A cidade de São Paulo oferece no fim de semana, uma grande variedade de lugares que agradam todos os gostos. Entre muitos parques, praças, museus, alguns deles tornam-se desconhecidos para muitos moradores e visitantes da grande metrópole, fazendo com que percamos a oportunidade de entrar em contato com universos simplesmente incríveis.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

+  2 passeios em SP onde o verde é a cor predominante

Pico do Jaraguá

passeios
Ponto mais alto da cidade de São Paulo, com 1.135 metros de altitude, o Pico do Jaraguá proporciona ao visitante o mais incrível panorama da capital paulista (com uma vista que alcança até 55 quilômetros) e um aspecto, no mínimo, inusitado da cidade para os acostumados somente ao incessante movimento da megalópole.

Em 1946, o Pico do Jaraguá foi transformado em ponto turístico e alguns anos depois, em 1961, foi criado o Parque Estadual do Jaraguá, para que os visitantes tivessem acesso à parte histórica do local, como o casarão do bandeirante Afonso Sardinha (mais antigo habitante do lugar).

Para os aventureiros e amantes da natureza, o acesso ao topo pode ser feito de duas formas: através de uma via asfaltada, a Estrada Turística do Jaraguá, que tem início no km 18 da rodovia Anhanguera e, aos mais dispostos, através da Trilha do Pai Zé, numa caminhada de cerca de dois quilômetros. Saiba mais aqui

Onde: Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539 – Jaraguá – Zona Norte.
Horário de funcionamento: sábados e domingos, das 7h às 17h
Telefone: 11 3945-4532.

Jardim Botânico

parque

No final do século XIX, a preservação da natureza já era uma questão importante em São Paulo. Com base nisso, em 1893 a administração pública estadual começou a desapropriar uma vasta área de mata nativa ocupada por chácaras e fazendas a fim de proteger a floresta e as nascentes do Riacho do Ipiranga, localizadas na zona Sul da cidade.

Atualmente o Jardim Botânico faz parte do Instituto de Botânica de São Paulo e está, geograficamente, inserido no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, conhecido como Parque do Estado. Sua área de 360 mil m² de mata atlântica abriga 380 espécies de árvores, utilizadas para fins de pesquisa e conservação. Além da vegetação, é possível observar alguns animais, como, por exemplo, o tucano de bico verde, a preguiça, bugios e roedores, que vivem livremente no jardim. Saiba mais aqui

Parque Estadual da Cantareira

pedra-grande

Uma das maiores florestas urbanas do mundo, o Parque Estadual da Cantareira é na verdade uma parte da Serra da Cantareira e é dividido em quatro núcleos. O primeiro, o núcleo Pedra Grande é o mais próximo da cidade e conta com uma vista ímpar da cidade, além de trilhas menores e o Museu da Pedra Grande.

Já o belíssimo núcleo Engordador possui diversas trilhas (uma delas pode ser feita de bicicleta), além da Casa da Bomba, uma construção que mostra como era realizada a distribuição de água no começo do século passado. Completam o parque os núcleos Águas Claras e Cabuçu. Foi declarado parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da cidade de São Paulo pela UNESCO em 1994. Saiba mais aqui

Onde:

Núcleo Pedra Grande: Rua do Horto, 1799 – Horto Florestal.
Núcleo Águas Claras: Av. Senador José Ermírio de Moraes, s/n – Mairiporã.
Núcleo Cabuçu: Av. Pedro de Souza Lopes, 7903 – Jardim São Luis – Guarulhos.
Núcleo Engordador: Av. Cel. Sezefredo Fagundes, (altura do nº 19100) – Jardim Cachoeira.

Funcionamento no Fim de Semana: sábados e domingos, das 8h às 17h.
Confirmar nos núcleos os horários permitidos para acesso às trilhas.
Informações: 11 2203-3266 | 2401-6217 | 2995-3254.

Fonte: site oficial de turismo da cidade de São Paulo.

Aqui no MeuFindi você escolhe o melhor passeio em 1 clique.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

Nossas redes sociais:
Facebookfb/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail receba novos conteúdos em primeira mão!

Férias: 3 lugares perfeitos em SP para um piquenique com as crianças

Se você mora ou costuma visitar a cidade de São Paulo no fim de semana, muitas vezes deve se deparar com a dúvida do que fazer na capital, mesmo com milhares de opções, nem sempre é fácil escolher algo diferente.

+ Planetário do Ibirapuera com sessões gratuitas todos os fins de semana.

O piquenique é um dos passeios preferidos no fim de semana e ganhou muitos adeptos nos últimos tempos, além de ser barato, a diversão é garantida. A cidade oferece vários espaços para juntar os amigos, a família e até os pets embaixo de sombra. Alguns lugares oferecem até quiosques para quem não quer esticar a toalha xadrez na grama.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

Pensando nisso, o MeuFindi selecionou 3 lugares muito bacanas para fazer um delicioso piquenique e que você precisa conhecer. Confira:

Jardim Botânico

Jardim Botânico

O Jardim Botânico é um dos pontos turísticos da cidade com grande área verde; logo na entrada, é possível adquirir o mapa do local. Não é permitido entrar com bolas, animais e churrasqueiras, mas cestas de piqueniques são bem-vindas.

Também não é permitido fazer barulho excessivo, o que torna o lugar tranquilo, ótimo para uma escapadinha do costumeiro barulho da cidade grande.

Onde:  Avenida Miguel Stéfano, 3687 – Água Funda – Zona Sul.
Funcionamento: sábados e domingos, das 9h às 17h.
Telefone: 11 5073-6300.
Quanto: Público em geral R$ 6. Crianças até 04 anos, idosos acima de 60 anos e portadores de necessidades especiais são isentos.

Praça Victor Civita

Praça Victor Civita

Um exemplo de reabilitação e redefinição de uso, a Praça Victor Civita, era uma área degradada e agora é um espaço perfeito para esticar a sua toalha xadrez. O lugar é um projeto de arquitetura inovador, revestido com um deck de madeira para não haver contato com o solo danificado.

A praça ainda abriga uma horta, jardins suspensos, um bosque e uma “Praça de Paralelepípedos”, onde os bichinhos de estimação são bem-vindos.

Onde: Rua Sumidouro, 580 – Pinheiros – Zona Oeste.
Funcionamento: sábados e domingos, das 6h30 às 19h.
Telefone: 11 3031-3689.
Quanto: Entrada Gratuita

Parque Burle Marx

espaco

O Parque Burle Marx é voltado para a preservação da fauna e flora local, por isso não possui espaço para bicicleta, skate e bolas.

Sua principal finalidade é aproximar a população à natureza, proporcionando agradáveis passeios adentro da vegetação constituída de espécies remanescentes da Mata Atlântica, com fauna superior a 89 espécies, em grande maioria avifauna.

Área de Piquenique: É permitida a alimentação dentro do parque apenas para piqueniques – grupos até 5 pessoas – desde que não utilize decoração, balões, bandeirinhas, sonorização, mesas, dentre outros. A alimentação de grupos com mais de 5 pessoas deve ser realizada na Área de Piquenique.

Onde é possível fazer o lanche e depois de comer, o lugar oferece várias atrações, como o gramado que imita um tabuleiro de xadrez, ou a nascente dos lagos, e o bosque das jabuticabeiras.

Onde: Av. Dona Helena Pereira de Morais, 200 – Vila Andrade – Zona Sul.
Funcionamento: sábados e domingos, das 7h às 19h.
Telefone: 11 3746-7631.
Quanto: Entrada Gratuita 

Fonte: site oficial de turismo da cidade de São Paulo

Dica MeuFindi

Para o piquenique: leve protetor solar e chapéu, prefira comidas saudáveis que não estraguem até a hora do consumo e beba sempre bastante água. Para completar o roteiro e deixar a vida mais saudável, vá de bike até o local escolhido! 

Aqui no MeuFindi você escolhe o melhor passeio em 1 clique.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

Nossas redes sociais:
Facebookfb/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail receba novos conteúdos em primeira mão!

Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo em São Paulo

Programa imperdível no fim de semana para quem vai ficar ou visitar São Paulo. Começa na sexta-feira dia 5 de agosto, a tradicional Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo, zona leste de São Paulo. A Festa é organizada pela Federação Sakura e Ipê do Brasil.

Cadastre-se para obter as vantagens do seleto grupo de pessoas que conhecerá a plataforma antes do lançamento oficial.
QUERO PARTICIPAR DO GRUPO!!!

Festa da Cerejeira é uma celebração japonesa que encontra muitos adeptos em São Paulo. Todos os anos nos meses de julho e agosto as mais de 4 mil árvores do local florescem e proporcionam o ritual conhecido como hanami.

A cerejeira é a árvore símbolo do Japão e tornou-se a marca dos descendentes da comunidade nipônica que vive na região de Itaquera. Todos os anos essa comunidade tem a tradição de realizar o “hanami”, de sentar sob as cerejeiras e contemplá-las durante um bom período.

O vento sopra as delicadas pétalas das flores fazendo com que elas se espalhem produzindo um belíssimo espetáculo da natureza, tal como acontece no Japão. A florada dura apenas alguns dias e esta data é a única oportunidade de conferir os caminhos formados pelas flores em tons de rosa.

Durante a Festa das Cerejeiras também acontecerão muitas apresentações e shows da cultura japonesa, e também será servida tradicional culinária japonesa em piqueniques em meio as árvores.

Fonte: Fanpage oficial do evento 

Quando: Sexta dia 5 das 12h às 17h; Sábado e domingo das 9h às 17h.
Quanto: Entrada Gratuita 

Onde: Parque do Carmo – Portão 3
Avenida Osvaldo Pucci, s/nº, Itaquera – Zona Leste – SP.

Dica MeuFindi

O Parque do Carmo
Localizado na zona leste de São Paulo, no bairro Itaquera, o Parque do Carmo é o 2o maior parque urbano da cidade e um dos maiores da região metropolitana. Conta com uma reserva da Mata Atlântica e vasta fauna e flora.
Parque do Carmo
O parque se localiza na antiga propriedade de Oscar Americano de Caldas Filho, e foram mantidos o prédio sede (em estilo colonial), os lagos e o jardim. Também fazem parte da estrutura o Museu do Meio Ambiente, estacionamento, aparelhos de ginástica, campos de futebol, ciclovia, pista de corrida, playgrounds, quiosques, churrasqueiras e outros.

Possui vegetação composta por eucaliptais, remanescentes de Mata Atlântica, brejos, além de gramados, cafezal, pomar, bosque de cerejeiras-de-Okinawa e um viveiro de produção de espécies arbustivas.

Para quem gosta de animais, o local possui 135 espécies de fauna, sendo dez de répteis, a exemplo do lagarto florestal conhecido como papa-vento; além de sete de mamíferos e 118 de aves. Garças, mergulhões, martins-pescadores, irerês e ananaís fazem uso do lago. No quesito canto, destaca-se o trinca-ferro-verdadeiro, graúna e canário-da-terra.

Fonte: site oficial do turismo da cidade de São Paulo 

Continuaremos com muitas dicas sobre o São Paulo nos próximos posts.
Siga, acompanhe, curta e compartilhe!!!

#BomFindi

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br/
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: www.twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!

Você gostou dessa dica de passeio?
Cadastre-se para obter as vantagens do seleto grupo de pessoas que conhecerá a plataforma antes do lançamento oficial.
QUERO PARTICIPAR DO GRUPO!!!

5 passeios para conhecer o Rio além das praias

Passar o fim de semana, por aqui pode ser uma boa oportunidade para conhecer lugares novos no Rio. Preparamos uma lista com 5 lugares que muitos cariocas ainda não desfrutaram. Confira nossas dicas e os bons motivos para fazer cada um dos passeios:

Morro da Conceição

O Morro da Conceição é desses lugares escondidos da cidade do Rio de Janeiro que quando se chega inevitavelmente nos sentimos em outros tempos. Em meio ao processo de revitalização da Zona Portuária da cidade, o Morro da Conceição se destaca como uma joia em meio aos canteiros de obra que ainda fazem parte da paisagem da região.

A riqueza histórica da área faz dela uma atração turística repleta de cultura e longe do roteiro comum da Zona Sul. Com suas vielas e construções que datam do período colonial, o morro guarda parte importante da História, não só do Rio, mas do Brasil.

Parque Lage

 Parque Lage

O parque está em uma área que inicialmente abrigava um engenho de açúcar que ia dos pés do Morro do Corcovado até às margens da lagoa Rodrigo de Freitas. Depois de muitas trocas de donos a terra passou a pertencer à Henrique Lage que construiu uma bela mansão para sua esposa, a cantora lírica Gabriela Besanzoni Lage.

Além de áreas com Mata Atlântica, jardins tropicais, lagos e grutas espalhados por 52 hectares, o parque conta com uma mansão com jeitão de casa romana, com uma piscina de água azulada no pátio interno.

Jardim Botânico do Rio de Janeiro

 Jardim Botanico do Rio de Janeiro

Fundado em 1808 pelo príncipe D. João VI, o Jardim Botânico foi criado com o objetivo de aclimatar as especiarias vindas do oriente. Atualmente tem uma grande importância cultural, histórica, paisagística e científica, sendo nomeada pela UNESCO como Reserva da Biosfera.

O Jardim conta com aproximadamente 6500 espécies de plantas, algumas ameaçadas de extinção, distribuídas em uma área com 54 hectares. Com suas enormes palmeiras imperiais este lugar consegue fascinar a todos os seus visitantes, sendo uma ótima opção tanto para aqueles que querem relaxar, fazer uma caminhada, estudar, curtir com a família ou mesmo contemplar a natureza.

Quinta da Boa Vista

Quinta da Boa Vista

Vale a pena visitar o parque e jardins da Quinta da Boa Vista, pois é uma viagem ao Século XIX. Uma imersão no tempo em que os olhos se voltavam também para a vida ao ar livre e o verde. Foi residência oficial da família real de 1808 até 1889.

É um dos maiores parques urbanos da cidade, com cerca de 155 mil metros quadrados, e os frequentadores de todas as idades aproveitam a ampla área verde para a prática de esportes durante os fins de semana. O pedalinho no lago principal, as quadras poliesportivas e passeio pelas grutas artificiais também atraem muitos jovens e crianças. Os agradáveis jardins também é muito procurados para a realização de piqueniques.

Vista Chinesa

Vista Chinesa

De lá é possível admirar uma linda vista do Rio de Janeiro que com certeza você já viu em postais, revistas ou mesmo na televisão, mas que com certeza não sabe de onde se obteve este lindo visual: Da Vista Chinesa.

O mirante da Vista Chinesa, que está a 380 metros de altura, fica localizado na Floresta da Tijuca oferece uma linda vista da zona sul do Rio, tendo à esquerda o maciço e pico do Corcovado, ao centro o Pão de Açúcar, parte da Baía de Guanabara, a Lagoa Rodrigo de Freitas e mais à direita Ipanema, Leblon e o Morro Dois Irmãos.

Continuaremos com muitas dicas sobre o Rio de Janeiro nos próximos posts. Siga, acompanhe, curta e compartilhe!!!

Fonte: Visit.Rio 

#BomFindi. 

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: https://twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!

2 passeios na capital paulista onde o verde é a cor predominante

São muitas as opções de passeios que a capital paulista oferece onde o verde é a cor predominante, para quem gosta de passeios ao ar livre, de ar puro com muito verde, pássaros, trilhas e até reservas ecológicas.

Os parques podem ser visitados para momentos de lazer e de aprendizado. Com atividades para todas as idades, eles oferecem infraestrutura completa para passeios e muita diversão. É ideal para o fim de semana.

Parque Estadual do Juquery

Esta Unidade de Conservação abriga o último remanescente de Cerrado preservado na região Metropolitana de São Paulo, tem como símbolos a Seriema, ave típica do cerrado e de fácil observação e o ovo da pata ponto mais alto do Parque com 942 m de altitude. O Parque possui 2.058,09 com áreas de Mata Atlântica e Cerrado, onde abriga uma rica biodiversidade de plantas e animais.

Principais Atrativos:

Trilha da Árvore Solitária: Trilha com uma copaíba em meio a um campo limpo de cerrado, que pode ser avistada de diversos pontos da UC.
Distância: 1.460 m
Dificuldade: Baixa

Yu-kery: Trilha de pequeno percurso onde é possível observar a planta dorme maria conhecida pelos índios como yu-kery. Durante a trilha observam-se muitas espécies de borboletas e muitas samambaiaçus em meio à mata atlântica.
Distância: 1.300 m
Dificuldade: Baixa

Trilha da Gruta dos Pitus: A Trilha possui uma queda d’agua com 2 metros e pitus que podem ser avistados no riacho cercado por Mata Atlântica
Distância: 920 m
Dificuldade: Média

Trilha dos Lagos: Nessa trilha podemos observar uma antiga cocheira da época do Complexo hospitalar do Juquery, 5 lagos para contemplação, e vista panorâmica da UC.
Distância: 3.000 m
Dificuldade: Média

Rio Juquery: Essa trilha segue o percurso do rio juquery, da portaria 1 a portaria 2, em seu percurso é possível observar diferentes fisionomias de cerrado, mata ciliar que margeia o rio Juquery e possui uma nascente com água cristalina.
Distância: 4.600 m
Dificuldade: Média

Ovo da Pata: A trilha mais extensa do Parque, ao chegar no ovo da pata, morro com 942 m de altitude o visitante tem uma vista panorâmica das cidades vizinhas, vale do rio juquery, Serra da Cantareira e Parque Estadual do Jaraguá.
Distância: 13.400 m
Dificuldade: Alta

Outros Atrativos de Interesse: Parque Infantil, Mirante com 20 metros de altura e Prédios do antigo Hospital Pisiquiátrico do Juquery, que em 2008 completou 110 anos.

Onde: Rua Miguel Segundo Lerussi, s/n° – Parque Industrial – Franco da Rocha – SP
Telefone: (11) 4449-5545
Funcionamento no fim de semana: sábado e domingo, das das 8h às 17h.
Quanto: Entrada Gratuita
Como Chegar: trace sua rota. 

Parque Estadual Jaraguá

O Parque Estadual do Jaraguá abriga um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica da região metropolitana de São Paulo. É representado pelo icônico morro do Jaraguá, onde está localizado o Pico do Jaraguá, que representa o ponto mais alto da cidade de São Paulo com 1.135 metros de altitude, proporcionando ao visitante um vislumbre inusitado e belo da maior cidade da América Latina.

Nas trilhas do Parque é possível observar espécimes nativos de flora e fauna, como macaco-prego, tucano-do-bico-verde, bicho-preguiça, palmito-juçara, guapuruvus, ipê-amarelo, pau-d’alho, dentre outros.

Principais atrativos:

Todas as trilhas são autoguiadas e não necessitam agendamento. Exceto para grupos escolares

Trilha do Silêncio: Trilha linear no interior da floresta próximo ao auditório. É adaptado para visitantes deficientes físicos e com mobilidade reduzida. Indicação: Para todas as idades. Propícia para crianças, grupos de terceira idade e pessoas com necessidades especiais.
Distância: 828 metros (ida e volta)
Dificuldade: Baixa 

Trilha do Lago: Circuito de paralelepípedo no arredor do lago onde se localizam áreas de descanso e área de ginástica.
Distância: 1.000 metros (ida e volta)
Dificuldade: Baixa

Trilha da Bica: conduz o visitante até uma bica d‟água  teve seu percurso original modificado devido à necessidade de recuperação de trechos com processos erosivos.
Distância: 1.500 metros (ida e volta)
Dificuldade: Média

Trilha do Pai Zé: por meio desta trilha percorre-se toda variação de altitude que liga a parte baixa à parte alta do Parque Estadual Jaraguá. A vegetação é caracterizada como Mata Atlântica e Savana-Arborisada, onde é possível observar a transição entre as duas fisionomias vegetais.
Distância: 3.600 metros (ida e volta)
Dificuldade: Alta

Onde: Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539 – Jaraguá – Zona Norte – SP
Telefone: (11) 3941-2162
Funcionamento no fim de semana: sábado e domingo, das 7h às 18h.
Quanto: Entrada Gratuita
Como Chegar: trace sua rota. 

Dica MeuFindi

  • Adote a Conduta Consciente. Informe-se sobre normas e regulamentos dos locais que vai visitar.
  • Caminhe somente pelas trilhas; atalhos são perigosos e degradam o ambiente.
  • Deixe cada coisa em seu lugar; não risque pedras ou troncos de árvores.
  • Respeite a fauna e a flora: observe animais à distância, não os alimente, não cace nem colete espécies.
  • Não faça fogueiras.
  • Cuide do lixo que você produz até chegar a um ponto de coleta.
  • Leve materiais de primeiros socorros.
  • Informe às autoridades em caso de acidente.

Ao ar livre
Passeios, caminhadas, escaladas e muitas outras atividades ao ar livre podem ser feitas sem perturbar o ambiente natural, por isto são atividades permitidas no interior dos parques.

E sempre bom lembrar que a prática de atividades recreativas e esportivas em áreas naturais oferece riscos, inclusive dentro de parques públicos.

É bom lembrar também que a caça, a captura de animais e a retirada de plantas são condutas ilegais!

Continuaremos com muitas dicas sobre o São Paulo nos próximos posts. Siga, acompanhe, curta e compartilhe!!!

#BomFindi

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br/
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: www.twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!