Fim de Semana no Parque Ibirapuera: 4 museus pouco conhecidos que você precisa conhecer imediatamente

Veja como é fácil conhecer os museus no Parque do Ibirapuera. 

Suas prioridades durante a semana são o trabalho, os estudos e também a academia. Mas passear com os amigos e o mozão também são?

Com pouco tempo para programar o fim de semana, a primeira coisa que fazemos é entrar na internet e pesquisar nos motores de busca ou as redes sociais.


Até aqui tudo bem, acho que muitas pessoas fazem assim mesmo. Mas o resultado disso é uma verdadeira frustração.

Milhões de informações desconexas, desorganizadas e de lugares que nem existem mais, e o simples ato de pesquisar acaba atrapalhando mais do que ajudando.

Sabemos que planejar um fim de semana não é assim tão complexo, mas é preciso algumas horas de navegação para conseguir montar um programa completo, de acordo com o seu perfil e com informações relevantes.

Agora imagina programar todos os fins de semana do ano ou da vida?

Nós imaginamos e para te ajudar, montamos esse pequeno e surpreendente roteiro dentro do Parque Ibirapuera, para você aproveitar seu fim de semana.

Continue lendo…

O Parque Ibirapuera

O mais famoso parque da cidade, o Ibirapuera, é sem dúvida um dos principais pontos turísticos de SP.

Considerado por muitos o melhor parque do país, o Ibira conta com 1,5 milhão de metros quadrados, ideal para caminhadas, corridas e passeios de bike, assim como praticar diversas atividades em suas múltiplas quadras poliesportivas.

Além de sua imensa diversidade vegetal e animal, o parque abriga ainda dois conhecidos monumentos da capital, o Obelisco e o Monumento às Bandeiras.

Leia mais ->

Veja também:

+ Planetário do Ibirapuera tem sessões gratuitas todos os Fins de Semana ->
+ Guia SP com Pets: 4 playgrounds para ir no Fim de Semana ->
+ 8 passeios imperdíveis em SP para visitar no Fim de Semana ->

 

Museu #1: Pavilhão Japonês

Dentro do Parque do Ibirapuera existe um escondido e agradável recanto de calmaria.

O Pavilhão Japonês, uma construção inspirada no Palácio Katsura, que fica na cidade de Quioto no Japão.

Além do jardim repleto de plantas e árvores ornamentais, identificadas com nome científico e país de origem, o pavilhão abre as portas para uma pequena mostra da memória e cultura japonesa.

São Paulo a maior colônia fora do Japão.

Leia mais ->

 

Museu #2: MAM

O Ibirapuera não é apenas um ponto de lazer, mas também um reduto cultural no qual estão localizados alguns dos principais museus de São Paulo.

Um deles, o Museu de Arte Moderna (MAM), possui um acervo de 5,5 mil peças, que se dividem entre fotografia, desenho, pintura, entre outras formas de expressão.

Funcionamento no Fim de Semana: sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h.

 

Museu #3: Museu Afro Brasil

Também dentro do parque encontra se o Museu Afro Brasil, que destaca a importância da cultura africana na formação da identidade do brasileiro, na perspectiva de artistas nacionais e internacionais.

Com mais de 6 mil obras, entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, a exposição está dividida em 06 núcleos:

  • África: Diversidade e Permanência,
  • Trabalho e Escravidão;
  • As Religiões Afro-Brasileiras,
  • O Sagrado e o Profano,
  • História e Memória
  • Artes Plásticas: a Mão Afro Brasileira.

Leia mais ->

 

Museu #4: MAC

Ainda nas imediações do Ibira, pode ser visitado o Museu de Arte Contemporânea (MAC), cuja coleção de obras traça um panorama da evolução da arte no século passado, e que recebe algumas das mais badaladas exposições da cidade.

Funcionamento no Fim de Semana: sábados e domingos, das 10h às 18h.
Quanto: Gratuito

 

Gostou dessa? Quer aprender mais?

Acesse MeuFindi e veja como você pode transformar sua vida agora mesmo.

  • Para Pessoas que gostam de se divertir;
  • Que precisam de dicas e informações na palma da mão;
  • Um site que oferece ideias do que fazer nos fins de semana e viagens de lazer;
  • Diferente de sites gratuitos;
  • Divirta-se com dicas de roteiros , descontos e cortesias de acordo com seu perfil.

QUERO APROVEITAR O FIM DE SEMANA E CONHECER OS PRINCIPAIS PARQUES DE SP

 

Nossas redes sociais:
Facebook: /MeuFindi | Instagram: @MeuFindi | Twitter: @MeuFindi

Fim de Semana

Guia de Aventuras em Campos do Jordão

Neste Guia de Aventuras em Campos de Jordão selecionamos 10 passeios imperdíveis para fazer com os amigos, a família ou a dois.

Dica: acesse o link dos passeios abaixo e veja todas as informações que precisa para aproveitar ao máximo o que fazer, antes, durante e depois do passeio.

Campos de Jordão é o destino número 1 deste inverno, com características próprias, ao longo dos anos a cidade ganhou “títulos” e “slogans” como “A Suiça Brasileira”, “A Cidade dos Festivais”, “O Melhor Clima do Mundo”, “Campos do Jordão, onde é sempre estação”, “Campos do Jordão, a 1700 metros das preocupações”, “Montanha Mágica”, entre outros.

Com localização privilegiada (entre as grandes capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte) que garantem grande visitação à cidade, sendo o turismo responsável por 80% de sua economia.

Faça agora o seu roteiro e conheça os melhores lugares e passeios que a cidade oferece.

Como chegar: Campos do Jordão está a 173 km de São Paulo.

De carro: O principal acesso para Campos do Jordão é a SP-123, que inicia no entroncamento da Rodovia Carvalho Pinto/Ayrton Senna, na altura do km 118 da Rodovia Presidente Dutra. De ônibus: partem do Terminal Rodoviário Tietê.

Confira agora nossa seleção e escolha o passeio de acordo com o seu perfil:

Aventuras

Trilha Monteiro Lobato as crianças vão amar

O Horto Florestal de Campos do Jordão tem trilhas voltadas especialmente para as crianças, como a Monteiro Lobato e Quatro Pontes, com caminhos mais curtos e menor grau de dificuldade.

Dentro do parque tem várias atrações legais para curtir com toda a família, como aluguel de bike, tirolesas, arvorismo, bosques, churrasqueiras, loja de artesanato e restaurantes, para que não falte nada e o passeio seja completo.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo

Caminhadas em Campos – Imperdível para quem adora a natureza!

A 13 km de Capivari fica o Parque Horto Florestal. Possui 5 trilhas com vários níveis de dificuldade que podem ser feitas por crianças, adultos e até idosos, já que nem todas exigem muito preparo físico.

Para quem chegar cedo e tiver disposição, dá até para fazer mais de uma no mesmo dia. E quando cansar e bater aquela fome, o horto tem lanchonete, restaurante, mesinhas para pic-nic e até churrasqueira para os visitantes preparem seu churrasco.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Trilha da Cachoeira Celestina

Se você gosta de aventuras precisa conhecer a Trilha da Cachoeira Celestina é uma caminhada clássica do Parque Estadual Horto Florestal Campos do Jordão são aproximadamente 8,5 km e leva em média 5 horas de duração, percorrendo a mata atlântica com araucárias e campos de altitude.

Nesta trilha é comum se encontrar animais e seus rastros, como da onça suçuarana.

A trilha é bem puxada e íngreme, porém bem demarcada, quem está acostumado com trilha pode até se aventurar, mas a indicação é fazer com um guia.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Conheça a Trilha da Cachoeira

Esse passeio de trilha tem uma série de 3 quedas d’água onde você poderá se deliciar num banho relaxante, além disso em um trecho de 2 km é permitido o uso de bicicletas.

Com extensão de 4,7 km (ida e volta) e percurso de 2 horas, a trilha é totalmente plana e autoguiada.

No caminho você poderá observar os tanques de criação de trutas do Instituto de Pescas. Alugue uma bicicleta e aproveite para conhecer mais do parque, tem outras trilhas como a bosque vermelho que vale a pedalada.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Borboletário de Campos

Durante o passeio é possível contemplar o voar, o acasalar e até observar algumas borboletas pondo seus ovos, que ao virarem larva e pupa são mantidas na “casa de criação” para o bom desenvolvimento e fortalecendo a intenção do projeto que é de manter 20% das espécies para visitação, enquanto a maioria é solta para a manutenção do meio ambiente ao redor do Borboletário e equilíbrio da flora e fauna de Campos do Jordão.

Antes da visita, todos assistirão um vídeo que apresenta as fases de metamorfose, a importância da borboleta para a natureza e qual é o papel do Borboletário e as orientações para a visita a seguir.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Museu Felícia Leirner – Visite as Esculturas ao ar livre

Um passeio incrível em Campos, composto por um circuito onde o visitante pode caminhar observando as esculturas e, ao mesmo tempo, a natureza.

A disposição das obras permite uma forte interação, fazendo com que as pessoas sintam a mensagem da artista em cada uma de suas esculturas.

No total exposto, 85 obras da artista plástica Felícia Leirner, com 43 esculturas de bronze, 40 de cimento branco e 2 de granito, que expressam claramente a paixão da escultora pelas formas da natureza.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Conheça o Morro do Elefante pelo teleférico

O Morro do Elefante é um dos principais pontos turísticos de Campos do Jordão, pois é de lá que temos a melhor vista da Vila de Capivari.

Chegar lá é fácil, pode ser de carro, caminhando, ou se você quer um pouco mais de aventura suba o morro com o teleférico.

O passeio é rápido, dura cerca de 5 minutos, percorrendo 560 metros de distância e 160 metros de altura. Subindo vá até o mirante e tenha uma linda vista da Vila de Capivari, com sua típica arquitetura europeia.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Parque Amantikir – um Jardim inspirado em 12 países

Muito mais que um parque, muito mais que simplesmente um jardim, você fará uma viagem por cores, aromas, estilo e pura arte e cultura. 

Amantikir é o termo indígena que originou a palavra Mantiqueira que significa serra que chora. O local exibe belíssimos jardins de diferentes partes do mundo.

Comuns nos Estados Unidos e Europa, esses jardins para contemplação reúnem a arte da jardinagem com uma rica programação cultural.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Passeios de Trem

Faça um passeio nos simpáticos bondes de Campos

O percurso feito pelos simpáticos bondes vermelhos e amarelos, que já se tornaram uma das marcas registradas de Campos do Jordão, saem da estação de Emílio Ribas, atravessam toda a cidade, chegando depois de aproximadamente 25 minutos ao Portal de Campos do Jordão e retornando a estação Emilio Ribas.

Os preços variam muito de acordo com o passeio escolhido.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Estrada da Ferro – uma viagem em meio a natureza

Esse passeio da Serra da Mantiqueira é um dos mais bonitos, pois leva o visitante do centro de Capivari, em plena zona urbana de Campos do Jordão, para um dos mais belos trechos da Serra da Mantiqueira, o mirante de Nossa Senhora Auxiliadora, localizado junto à estação Eugênio Lefévre.

Saindo da estação Emílio Ribas, a automotriz passa por várias paradas históricas da ferrovia, muitas delas bem simples, mas que retratam com sua arquitetura simpática uma época em que a ferrovia era o principal meio de transporte entre o Vale do Paraíba e Campos do Jordão.

Para mais informações acesse o site e confira o passeio completo.

Conheça Campos do Jordão, muito além da Vila Capivari.

MeuFindi, é o 1º clube de assinaturas que dá Descontos, Cortesias e Vantagens. Além de ajudar você a programar o fim de semana em Um clique. Tudo em um único site.

Nossas redes sociais:
Facebook/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

Campos de Jordão no Fim de Semana

3 restaurantes no RJ com cardápios especiais

No domingo nada melhor que comemorar o Dia das Mães e homenagear a matriarca em família para facilitar seu planejamento, selecionamos 3 restaurantes no Rio de Janeiro, com cardápios especiais, para o domingo dia 14.

# Confira o nosso Especial Dia das Mães, com 8 passeios legais e diferentes para levar a mamãe em SP.

Inspirados no amor pela própria mãe, chefs brasileiros e internacionais desenvolveram pratos especialmente para o dia. Confira abaixo a programação:

Oliva Trattoria Mediterrânea

Restaurante com cardápio genuinamente italiano, preparou um cardápio especial para as mammas de todas nacionalidades.

Rudy Bovo, chef veneziano que comanda a casa, traz ao cardápio especial de domingo opções de peixe a massas.

Entre os pratos estão: Tartarre de Atum, Salmão e Manga (R$48), Tagliatelle com aspados, vieiras e açafrão (R$68), Peixe vermelho ao vapor com creme de garoa e pesto (R$84) e Zabaione di Marsala, uma típica gemada italiana (R$24), além do tradicional Ravioli de Cacau do chef (R$64).

Quando: sábado das 12h às 1h e domingo das 12h às 22h

Telefone para reservas: 21 2259-7696

Onde: Av. Gen. San Martin, 1241 – Leblon
Como chegar: https://goo.gl/maps/VEuCicCsbXK2

Restaurante Bene

Tradicional restaurante italiano, organizará um brunch especial para o Dia das Mães. Entre as opções estão clássicos da cozinha italiana da família do chef sardenho Augusto Piras.

O buffet tem pães artesanais desenvolvidos na casa como focaccia, grissinis, baguete e brioche.

Além de estação de waffles, panquecas e ovos preparados na hora, frutas da estação, sucos naturais, uma grande seleção de frios como presunto de Parma, mortadela, bresaola, salami milano, presunto Copa – frios tradicionalmente italianos, e uma seleção de queijos nacionais e importados.

O local também possui duas ilhas: uma de massas e outra de grelhados, preparados na hora.

Quando: domingo dia 14, das 12h30 às 16h

Reservas: 21 2529-1291 ou bene.rio@sheraton.com

Quanto: R$155 + 10% (com bebidas não alcoolicos) R$210+ 10% (com bebidas alcoolicas). Crianças entre 5 e 12 anos tem 50% de desconto, e o restaurante oferece kids club para quem reservar previamente.

Cortesia de estacionamento, wi-fi e recreação infantil (Sheratoons)

Onde: Sheraton Grand Rio & Resort
Av. Niemeyer, 121 – Leblon
Como chegar: https://goo.gl/maps/DfXnRaAqh292

Restaurante Terral

O luxuoso hotel Sheraton Barra Rio de Janeiro promoverá um almoço especial para o Dia das Mães no restaurante Terral. O cardápio desenvolvido especialmente para a data é assinado pelo premiado chef brasileiro José Ribeiro.

Entre os pratos estão uma estação de tacos, saladas que inclui entre elas salada de pato com molho hoisin e vagem francesa e citricos. Já na seleção de frios, entre os destaques está parma com Figos.

Para o prato principal, a escolha do chef Lasanha de Berinjelas com Queijo de Cabra, ideal para uma refeição leve. E para finalizar, haverá uma mesa de sobremesas preparada pelo chef confeiteiro da casa.

Para acompanhar, os clientes terão direito a uma taça de espumante e a casa também terá uma sessão de música ao vivo para tornar a tarde ainda mais agradável e especial.

Quando: Domingo das 13h às 16h

Telefone: 21 3139-8066

Quanto: Por R$119 por pessoa +10% (incluindo a taça de espumante).
No caso de famílias com mais seis pagantes, o Sheraton Barra presenteará a mãe com o almoço cortesia e ainda um roupão com a inicial do nome.

Onde: Sheraton Barra
Avenida Lucio Costa, 3150 – Barra da Tijuca
Como chegar: https://goo.gl/maps/VYcPrnJD8LF2

# Confira o nosso Especial Dia das Mães, com 8 passeios legais e diferentes para levar a mamãe em SP.

Descontos, Cortesias e Vantagens. Além de ajudar você a programar o fim de semana em Um clique. Tudo em um único site.

Nossas redes sociais:
Facebook/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

 

6 restaurantes em SP com cardápios especiais

Para deixar o fim de semana ainda mais incrível, selecionamos 6 restaurantes badalados para celebrar o Fim de Semana.

As casas prepararam drinques e sobremesas para presentear as mães, pratos e menus especiais. Confira: 

Capim Santo

Localizado num casarão, no agitado bairro dos Jardins, tem ambiente que remete à natureza e ao estilo despojado da matriz, em Trancoso (BA), com jardins, coqueiros, jabuticabeiras e bananeiras.

Para o Dia das Mães, o restaurante oferecerá o seu tradicional e concorrido esquema de buffet (R$ 96 por pessoa, incluindo mesa de sobremesas).

A chef Morena Leite incluiu no bufê, especialmente para as mães, uma opção bem comfort-food de prato principal, o Nhoque de Batata Roxa com Ragu de Frutos do Mar.

Quanto: R$ 96

Quando: domingo, dia 14, das 12h às 17h.

Telefone: 11 3089-9500

Onde: Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471 – Jardins
Como chegar: https://goo.gl/maps/H5hg4KHMR4S2

Sarrasin Bistrô

Um aconchegante e romântico bistrô com decoração provençal, alia a experiência gastronômica e cultural à conveniência de um shopping center.

Mais parece um pedacinho da França em plena Vila Olímpia, com móveis em madeira, almofadas coloridas, lustres de tecido floral, pinturas, pôsteres e louças de diferentes regiões da França, objetos de memória e história garimpados pelos donos da casa.

A casa, no comando da empresária Melissa Prado, preparou para o domingo das mães um cardápio, em três tempos, no valor de R$ 78 por pessoa.

Para começar, Folhas de Galette com Emulsão de Queijo de Cabra e Mel de Vinho do Porto. Arroz de Pato à Moda Francesa ou a Galette Brie com Geleia de Frutas Vermelhas são os pratos principais e, para a sobremesa, Cesta de Crepe com Maçãs Caramelizadas e o Sorvete Caseiro de Doce de Leite.

Quando: domingo, dia 14, das 11h às 22h.

Telefone: 11 4119-1655

Onde: Rua Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia
Shopping Vila Olímpia – Piso Térreo
Como chegar: https://goo.gl/maps/JXrwqZxZ5a12

Condessa Bistrô

No coração da Vila Nova Conceição, com mesinhas na varanda e um clima de “restaurante de bairro”, o restô é charmoso, acolhedor e com verde no seu entorno, perfeito para uma data especial.

Para o Dia das Mães, a casa preparou um menu especial.

As opções de entrada são: Ceviche de Pescada com Salpicão, Batata-Doce e Totopos de Milho (R$ 52) e Cumbuca de Mousseline de Mandioca com Ragu Caribenho de Cordeiro (R$ 42).

Como prato principal, as sugestões da chef são: Frango Recheado com Damasco ao Molho de Tahine e Risoto de Arroz Negro (R$ 69), Peixe Branco no Papilote com Capim-Santo, Erva-Cidreira, Batata-Doce Assada e Fios de Legumes (R$ 89) e Moqueca Vietnamita de Vegetais com Miniarroz Integral e Farofinha (R$ 63).

Como sobremesa, é possível se deliciar com a Sinfonia de Figos (R$ 30), que reúne as três versões da fruta (seca, assada e em calda) com um toque de vinho e merengue.

O domingo ainda terá uma programação em homenagem às mães: aula de ioga gratuita para elas.

Quando: sábado (13) e domingo (14), das 12h às 17h.

Telefone:  11 3845-9607

Onde: Rua Bueno Brandão, 66 – Vila Nova Conceição
Como chegar: https://goo.gl/maps/hXchj8wVCPr

# Confira o nosso Especial Dia das Mães, com 8 passeios legais e diferentes para levar a mamãe.

Mercearia do Conde

Multicultural e astral, localizada no coração do Jardim Paulistano, tem ambiente mágico.

Para o Dia das Mães, o cardápio traz as receitas da matriarca da família, Dona Yeda. Inspirados na mistura de sabores baianos e italianos, os pratos trazem aconchego e boas memórias afetivas e gustativas.

Os destaques são o Ravióli Aberto de Lagostim ao Molho Chardonnay, com um leve toque de gengibre (R$ 34) e o Bobó de Camarão com Arroz de Castanha-de-caju e Saladinha de Couve (R$ 72), tradicional receita baiana à base de mandioca, leite de coco, coentro, pimenta, azeite de dendê e camarões.

Para encerrar com doçura, a casa aposta nos levíssimos Ovos Nevados com Creme Inglês (R$ 28).

Quando: sábado (13), 12h30 à 0h30, e domingo (14), das 12h30 às 23h.

Telefone:  11 3081-7204

Onde: Rua Joaquim Antunes, 217 – Jardim Paulistano
Como chegar: https://goo.gl/maps/M6B5rjL2x5U2

Sympa Bistrô

O pequeno e charmoso, localizado no Jardins, tem décor minimalista, um moderno bar de madeira na entrada e trilha sonora animada, que embala a noite do público eclético e fashionista dos Jardins.

Para o Dia das Mães, o menu especial preparado pela casa, no valor de R$ 110 por pessoa, reúne técnica francesa com ingredientes frescos e locais.

Para as entradas, os destaques são Lulas com Alcachofra, Tomate, Erva-Doce e Emulsão de Espinafre ou Cogumelos ao Vinho do Porto e Ovo Perfeito.

Como prato principal, as opções são Camarão ao Molho Bisque com Ravióli de Abóbora na Manteiga de Gengibre ou Miolo de Paleta de Wagyu ao Molho Rôti, Minibatatas, Cogumelos e Ovo de Codorna.

Para finalizar, Mil-Folhas de Baunilha e Frutas Vermelhas e a Trilogia de Chocolate são as apostas de sobremesa do chef.

Quando: domingo (14), das 11h às 22h.

Telefone: 11 3061-2295

Onde: Rua Haddock Lobo, 1002 – Jardim Paulista
Como chegar: https://goo.gl/maps/xpnEWu6UJr32

KAÁ Restaurante

Este ano, o KAÁ comemora o Dia da Mães com uma ação especial: na compra de uma garrafa do vinho Cono Sur Reserva Especial Sauvignon Blanc – Safra 2014 ou Signos de Origem Cabernet Sauvignon – Safra 2011, da Importadora La Pastina, a mamãe ganhará um par de taças promocionais.

A ação acontece até domingo, 14 de maio, tanto no almoço quanto no jantar.

Quando: sábado, 12h ás 15h e das 19h até o último cliente // domingo, 12h às 17h e das 19h até o último cliente

Telefone: 11 3045-0043

Onde: Av. Juscelino Kubitscheck, 279 – Vila Olímpia
Como chegar: https://goo.gl/maps/fs4QoCnJAfN2

# Confira o nosso Especial Dia das Mães, com 8 passeios legais e diferentes para levar a mamãe.

Descontos, Cortesias e Vantagens. Além de ajudar você a programar o fim de semana em Um clique. Tudo em um único site.

Nossas redes sociais:
Facebook/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

 

 

 

Opções gratuitas de lazer em São Paulo

A cidade de São Paulo é conhecida mundialmente por sua efervescência cultural. São diversos eventos, peças de teatro, shows, mostras de filmes e passeios – que acontecem diariamente na cidade. O que não falta é coisa para fazer de segunda a segunda, e o melhor, em todas as regiões da cidade.

Agora, o melhor de tudo isso é descobrir que muitas delas são de graça. Isso mesmo! Você não paga absolutamente nada para curtir o passeio. \o/

Separamos 5 passeios que você poderá fazer sozinho(a), com os amigos ou com a família inteira. Será diversão para adultos e crianças!

1.Exposição do austríaco Erwin Wurm – O Corpo é a Casa

 

Uma exposição que agrada adultos e crianças e acontece todos os dias no Centro Cultural Banco do Brasil. O melhor de tudo: é gratuito!

O artista austríaco Erwin Wurm produz em suas obras um deslocamento de elementos do cotidiano para o campo da arte, reconfigurando objetos familiares como casas, carros, roupas e alimentos para um contexto inesperado, engraçado e ao mesmo tempo crítico em relação à sociedade contemporânea.

Onde: Centro Cultural Banco do Brasil
R. Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo/SP

Temporada: 25 e janeiro a 03 de abril de 2017

Funcionamento: quarta a segunda das 9h30 às 19h30 – não funciona às terças-feiras

Quanto: Entrada Gratuita

Veja passeio completo com dicas e benefícios no site.

2.Embarque nesta nave e seja um astronauta nesta aventura emocionante!

Museu Catavento é uma das melhores atrações de São Paulo, garantindo a diversão de toda a família!

Você vai passar o dia e nem vai perceber, com tantas opções do que fazer. Poderá tocar um meteorito de verdade, encontrar Gandhi em uma escalada, conhecer o corpo humano por dentro, entender como funciona um gerador de energia ou ainda descobrir que o Sol, visto de perto, não é tão redondo como parece quando estamos na praia. Na atração “Aventura no Sistema Solar“, os visitantes se transformam em astronautas e embarcam em uma nave rumo ao espaço.

 Onde: Museu do Catavento
Pq. Dom Pedro II – Avenida Mercúrio, s/n – Brás – São Paulo/SP

Funcionamento:  terça a domingo das 9h às 16h

Quanto: Aos sábados o ingresso é gratuito para todos os visitantes

Veja passeio completo com dicas e benefícios no site.

3.Programe-se para conhecer o Planetário do Carmo

Se você gosta de ficar deitado(a) olhando para o teto, imagine-o projetando as estrelas ou a visão do sistema solar. Um espetáculo que adultos e crianças não podem perder.

Planetário do Parque do Carmo, é o mais moderno da América do Sul e um dos mais modernos do mundo. Com uma altíssima tecnologia, capaz de projetar 9100 estrelas, os planetas do sistema solar, a Via Láctea, galáxias, nebulosas e outros objetos astronômicos.

Onde: Planetário do Carmo
Rua John Speers, 137 – Itaquera – São Paulo/SP

Funcionamento: sábado e domingo das 10h às 17h

Horários das sessões: 10h, 12h, 15h e 17h, aos sábados, domingos e feriados. As senhas para exibições ao público são distribuídas a partir de uma hora antes do horário das sessões.

Quanto: Entrada Gratuita

Veja passeio completo com dias e benefícios no site.

4.Visita Guiada ao Theatro Municipal

Na visita, poderá conhecer também o Museu do Theatro e conferir, além das exposições, o Setor de Documentação e Consulta, que guarda programas de espetáculos, fotos, gravações, documentos e hemeroteca.

visita guiada é gratuita, porém a lotação por horário é de 50 pessoas, formando 5 grupos de 10 pessoas. O passeio acontece de terça a sábado.

Com certeza será um incrível passeio. Conhecer as salas, corredores e toda a história de um lugar onde já se reuniu Mário e Oswald de Andrade, Heitor Villa-Lobos, Víctor Brecheret, Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Plínio Salgado, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida e outros que deram início ao movimento modernista brasileiro.

As inscrições podem ser feitas no local, a partir das 10h. O acesso é por ordem de chegada, para todos os dias e horários.

Onde: Theatro Municipal de São Paulo
Praça Ramos de Azevedo, s/n – República – São Paulo/SP

Funcionamento: terça-feira a sexta-feira: às 11h, 15h e 17h | sábado e feriados: às 11h, 12h, 14h e 15h

Quanto: Entrada Gratuita

Veja passeio completo com dicas e benefícios no site.

5.Encontro com a natureza – Faça uma trilha de olhos vendados

Na correria do dia a dia, não percebemos e muito menos damos valor aos pequenos detalhes da vida e da natureza. Este passeio proporciona uma experiência única, surpreendente e inovadora. A Trilha da Vida apesar de ter apenas 65 metros, promove uma intensa interatividade com o meio ambiente.

O visitante, não importando sua idade ou condicionamento físico, a percorre com os olhos vendados e descalço sob a orientação de um monitor que estimulará a utilização do paladar, do olfato, do tato e da audição.

Onde: Parque Ecológico Guarapiranga – Trilha da Vida
Estrada do Riviera, 3286 – Jardim Figueira Grande – São Paulo/SP

Funcionamento: terça a domingo das 8h às 17h

Quanto: Entrada Gratuita (precisa de agendamento antecipado)

Veja passeio completo com dicas e benefícios no site.

Nossas redes sociais:
Facebook/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

Faça como milhares de leitores do MeuFindi. Cadastre seu e-mail  e receba novos conteúdos em primeira mão!

fim de semana

 

 

 

Parceiro: 

3 passeios provam que SP é muito mais verde do que você imagina

A cidade de São Paulo oferece no fim de semana, uma grande variedade de lugares que agradam todos os gostos. Entre muitos parques, praças, museus, alguns deles tornam-se desconhecidos para muitos moradores e visitantes da grande metrópole, fazendo com que percamos a oportunidade de entrar em contato com universos simplesmente incríveis.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

+  2 passeios em SP onde o verde é a cor predominante

Pico do Jaraguá

passeios
Ponto mais alto da cidade de São Paulo, com 1.135 metros de altitude, o Pico do Jaraguá proporciona ao visitante o mais incrível panorama da capital paulista (com uma vista que alcança até 55 quilômetros) e um aspecto, no mínimo, inusitado da cidade para os acostumados somente ao incessante movimento da megalópole.

Em 1946, o Pico do Jaraguá foi transformado em ponto turístico e alguns anos depois, em 1961, foi criado o Parque Estadual do Jaraguá, para que os visitantes tivessem acesso à parte histórica do local, como o casarão do bandeirante Afonso Sardinha (mais antigo habitante do lugar).

Para os aventureiros e amantes da natureza, o acesso ao topo pode ser feito de duas formas: através de uma via asfaltada, a Estrada Turística do Jaraguá, que tem início no km 18 da rodovia Anhanguera e, aos mais dispostos, através da Trilha do Pai Zé, numa caminhada de cerca de dois quilômetros. Saiba mais aqui

Onde: Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539 – Jaraguá – Zona Norte.
Horário de funcionamento: sábados e domingos, das 7h às 17h
Telefone: 11 3945-4532.

Jardim Botânico

parque

No final do século XIX, a preservação da natureza já era uma questão importante em São Paulo. Com base nisso, em 1893 a administração pública estadual começou a desapropriar uma vasta área de mata nativa ocupada por chácaras e fazendas a fim de proteger a floresta e as nascentes do Riacho do Ipiranga, localizadas na zona Sul da cidade.

Atualmente o Jardim Botânico faz parte do Instituto de Botânica de São Paulo e está, geograficamente, inserido no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, conhecido como Parque do Estado. Sua área de 360 mil m² de mata atlântica abriga 380 espécies de árvores, utilizadas para fins de pesquisa e conservação. Além da vegetação, é possível observar alguns animais, como, por exemplo, o tucano de bico verde, a preguiça, bugios e roedores, que vivem livremente no jardim. Saiba mais aqui

Parque Estadual da Cantareira

pedra-grande

Uma das maiores florestas urbanas do mundo, o Parque Estadual da Cantareira é na verdade uma parte da Serra da Cantareira e é dividido em quatro núcleos. O primeiro, o núcleo Pedra Grande é o mais próximo da cidade e conta com uma vista ímpar da cidade, além de trilhas menores e o Museu da Pedra Grande.

Já o belíssimo núcleo Engordador possui diversas trilhas (uma delas pode ser feita de bicicleta), além da Casa da Bomba, uma construção que mostra como era realizada a distribuição de água no começo do século passado. Completam o parque os núcleos Águas Claras e Cabuçu. Foi declarado parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da cidade de São Paulo pela UNESCO em 1994. Saiba mais aqui

Onde:

Núcleo Pedra Grande: Rua do Horto, 1799 – Horto Florestal.
Núcleo Águas Claras: Av. Senador José Ermírio de Moraes, s/n – Mairiporã.
Núcleo Cabuçu: Av. Pedro de Souza Lopes, 7903 – Jardim São Luis – Guarulhos.
Núcleo Engordador: Av. Cel. Sezefredo Fagundes, (altura do nº 19100) – Jardim Cachoeira.

Funcionamento no Fim de Semana: sábados e domingos, das 8h às 17h.
Confirmar nos núcleos os horários permitidos para acesso às trilhas.
Informações: 11 2203-3266 | 2401-6217 | 2995-3254.

Fonte: site oficial de turismo da cidade de São Paulo.

Aqui no MeuFindi você escolhe o melhor passeio em 1 clique.

Não perca mais tempo, faça seu cadastro agora em nosso site e aproveite todos os 52 fins de semana e 12 feriados de 2017
>> Clique Aqui << 

Nossas redes sociais:
Facebookfb/MeuFindi | Instagram@MeuFindi Twitter@MeuFindi

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail receba novos conteúdos em primeira mão!

Guia para curtir Rio das Ostras (RJ) com a família no Fim de Semana

Rio das Ostras é um dos destinos mais exuberantes do estado do Rio de Janeiro, para quem curte uma viagem no fim de semana. Situada a 170 km da capital fluminense, a cidade é repleta de praias, muitos atrativos e localização estratégica na Região dos Lagos, com suas 15 praias que encantam pela preservação e infraestrutura.

O visitante encontra águas calmas e ideais para banhos. Mas, quem prefere emoções radicais pode contar com praias perfeitas para o surfe.

+ 2 destinos incríveis perto de SP para curtir com a família | Viaje com seu carro. 

Aliás, quando o assunto é praia Rio das Ostras tem opções para todos os estilos e o sol brilha pelo menos 300 dias por ano. Os atrativos históricos também fazem de Rio das Ostras um lugar especial. Museus, centros culturais, feiras de artesanatos e a variedade do comércio integram a programação dos visitantes. Um dos pontos mais visitados no município é a Praça da Baleia, ao final da praia de Costa Azul. Nesta praça, há uma estátua de baleia Jubarte esculpida em bronze.

Conhecer Rio das Ostras é aproveitar um dos mais belos e completos roteiros turístico e cultural do Brasil.

Como chegar: Pode-se chegar através da Ponte Rio-Niterói, indo por Manilha, até o trevo de Rio Bonito. Pegar a Via Lagos ou seguir pela BR-101, em direção a Campos, e entrar no Trevo de Rio Dourado, seguindo pela RJ-162 (Serramar) até a RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto).

Distancias: 170km da cidade do Rio do Janeiro, 600km da cidade de São Paulo e 595km de Belo Horizonte.

Dica MeuFindi das principais atrações da cidade

Com uma boa infraestrutura a cidade dispõe de bons hotéis, pousadas e restaurantes. Quem visita o lugar, além de admirar as belas paisagens e desfrutar de ótimas praias, pode ainda conhecer pontos turísticos, como a Praça da Baleia, que possui uma estátua de baleia Jubarte feita em bronze, ir à Tocolândia apreciar o artesanato local, que é o principal ponto de compra de lembranças. Outro atrativo da cidade é o Rio das Ostras Jazz & Blues, que é considerado um dos melhores festivais do gênero no país.

Praias
As 15 praias encantam pela preservação e infraestrutura.

Praia do Abricó: Primeira praia de Rio das Ostras a partir do município do Rio de Janeiro. Paisagem fascinante e muita tranquilidade.

Praia da Tartaruga: Localizada em uma pequena enseada, situada entre as praias do Abricó e Praia do Bosque, recebe este nome pela incidência de tartarugas no local.

Praia do Bosque: situada entre as praias das Tartarugas e do Centro, destacam-se frondosas árvores que lembram um bosque, razão do nome.

Praia do Centro: ideal para quem quer aproveitar uma praia tranquila, mas não abre mão da infraestrutura e do conforto dos bares, restaurantes e quiosques.

Praia do Cemitério: Praia de enseada perfeita para banho, pertinho do Centro da cidade. Local onde os pequenos barcos de pesca e redes compõem a paisagem. É de lá se você pode ter a melhor vista do pôr-do-sol de Rio das Ostras.

Praia da Boca da Barra: Praia da foz do rio das Ostras, onde as águas se encontram num espetáculo diferente. Própria para crianças.

Praia da Joana: Pequena praia que compõe o Monumento Natural dos Costões Rochosos, área de preservação ambiental de rara beleza.

Praia Virgem: Um lugar perfeito para curtir a natureza em toda sua plenitude, longe do agito do Centro da cidade.

Praia das Areias Negras: Praia em forma de ferradura. O nome é devido à coloração mais escura da areia, com grande quantidade de monazita.

Praia do Remanso: Próxima à Praça da Baleia, é uma praia de enseada formada por rochedos.

Praia de Costazul: Com 2,3 Km, é uma praia oceânica, point de surfistas, bodyboarders e amantes da pesca de caniço.

Praia Enseada das Gaivotas: Uma das praias mais tranquilas de Rio das Ostras. Sua larga extensão de areia é própria a caminhadas à beira-mar.

Praia de Itapebussus: Um lugar perfeito para curtir a natureza, longe do agito do Centro da cidade.

Praia do Mar do Norte: Praia mais próxima a Macaé, conhecida por seus rochedos e pela vegetação de restinga preservada.

Praia das Pedrinhas: Uma das mais belas praias da cidade, perfeita para curtir um dia tranquilo, longe da agitação do centro.

Pontos Turísticos
rio_das_ostras_001
Praça da Baleia: Esta área de lazer e contemplação abriga a escultura de uma Baleia Jubarte com 20 metros de comprimento de estrutura metálica, recoberta com chapas de bronze e liga de latão.

Praça do Trem: A Praça do Trem possui uma área de 6.500 m², sendo 420 m² de área construída. A réplica de uma estação de trem, com direito a Maria-fumaça encanta os visitantes.

Pier do Emissário Submarino de Costazul: Ideal para aproveitar o nascer do sol e admirar toda orla da praia de Costazul vista por um ângulo privilegiado.

Museu de Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba: Possui uma área escavada com restos de esqueletos e exposição de objetos de adorno, ostras gigantes, conchas, pedras (batedores e quebra-coquinhos), que caracterizam a ocupação de uma antiga civilização estimada entre 4 mil anos.

Figueira Centenária: Árvore centenária localizada à beira-mar que, segundo relatos históricos, serviu de abrigo a Imperadores que faziam em Rio das Ostras uma breve parada em seu roteiro de viagem pela região.

Fonte: site Prefeitura de Rio das Ostras

Se você esta sem tempo para fazer uma viagem longa, mas quer curtir o seu Fim de Semana de um modo diferente, vem com a gente!

#BomFindi

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br/
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: www.twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!

Guia completo para curtir e amar Paraty no fim de semana

As vezes, tudo o que a gente precisa é fugir para uma praia no fim de semana e encontrar um lugar calmo que nos passe tranquilidade, não é? Visitar cachoeiras, fazer trilhas e conhecer lugares novos são algumas das inúmeras atividades que só Paraty pode proporcionar.

+ Veja também: Teatro | Depois do Amor revela uma Marilyn ainda mais fascinante

Fundada em 1667, a 232 km da cidade do Rio de Janeiro, Paraty é um exemplo de preservação e riqueza da arquitetura colonial e seu centro histórico é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Espremida entre o mar e a montanha, ainda conserva o casario típico daquela época no Centro Histórico, formado por preservados casarões coloniais, igrejas dos séculos XVIII e XIX e ruas calçadas pelos escravos em pedras pés-de-moleque, onde o tráfego de automóveis é proibido.

Mas, ao circular pelas ruelas do Centro Histórico, o turista tem uma grata surpresa. Charmosas pousadas, bares animados e restaurantes comandados por chefs renomados aliam a tradição ao que há de melhor em termos de turismo. É lá que acontecem a FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty e o Festival da Pinga, eventos mais conhecidos da cidade.

Mas Paraty não vive só de história: localizada em uma baía com mar azul e límpido, a cidade é cercada por aproximadamente 50 praias e 65 ilhas – algumas ainda sem urbanização e com vilas de pescadores.

Para os mais aventureiros, há passeios de barco e ótimos locais para mergulho nas ilhas vizinhas. Na estrada Paraty-Cunha se encontram piscinas naturais perfeitas para banho formadas por lindas quedas d´água, como as da Pedra Branca e Tobogã. Já a vila de Trindade atrai os jovens com suas praias selvagens e acessíveis por trilhas, como a do Sono e do Cachadaço.

Como chegar: partindo do Rio de Janeiro – Seguir pela BR-101 (Rodovia Rio-Santos). São aproximadamente 232 km que podem ser feitos em 3 horas.

Partindo de São Paulo – a capital fica a 330km de Paraty.

Há varias opções, mas as melhores são: Pela Rodovia Ayrton Senna, seguindo Rodovia Carvalho Pinto, depois Rodovia dos Tamoios até a BR-101 (Rodovia Rio-Santos). Em Caraguatatuba seguir sentido Ubatuba e depois Paraty. São cerca de 285 Km. Pela Rodovia Ayrton Senna, seguindo Rodovia Carvalho Pinto até Taubaté e pegar a Osvaldo Cruz até a BR-101 (Rodovia Rio-Santos) até Ubatuba e então seguir para Paraty. Total de 293 Km. 

Como chegar:

O que fazer em Paraty

Paraty-RJ

Como a cidade fica entre a Serra do mar e o litoral, existem opções para todos os gostos. Você pode explorar as praias, fazer passeios de escuna, caminhar por trilhas históricas e tomar banho em uma das várias cachoeiras que ficam próximas a cidade.

Além disso, o centro histórico, que tem casas de mais de 100 anos tombadas pelo patrimônio histórico, oferece aos turistas muitos restaurantes e lojas que vendem artesanato e produtos típicos, como a cachaça.

Praias em destaque

Praia_Vermelha_Paraty_190708_1

Praia do Jabaquara: é uma praia urbana próxima ao centro, tem vários quiosques e fica próxima do forte, situado em cima do morro do lado direito da praia.

Parati Mirim: é uma vila de pescadores com praia de águas calmas cortada por um rio, próximo tem uma aldeia indígena que pode ser visitada.

Praia do Engenho: pequena e bela praia que só é possível conhecer de barco. Conta com algumas casas de pescadores e não tem bar.

Saco do Mamanguá: braço de mar que entra no continente por 8 km, tem manguezais e unidades de conservação com matas protegidas. É possível chegar de barco saindo de Parati Mirim.

Pouso da Cajaíba: vila que tem algumas praias como a do Pouso, Ipanema, Grande e Itaoca. Todas elas são bonitas. Na Praia do Pouso há camping e casas para alugar além de barzinhos. As praias são ligadas por trilhas e o acesso é feita por barco.

Praia Vermelha: perfeita para relaxar, tem areia fofa e mar transparente. É pequena e muito bela e conta com infra estrutura de bares e restaurantes. Fica no roteiro dos passeios de escuna e só é possível conhecer de barco.

Praia do Sono: é uma praia muito bonita e deserta, tem algumas casas de pescadores onde se encontram campings e barzinhos bem simples. Para chegar nela se pega uma trilha de 1 hora de caminhada, perto do condomínio Laranjeiras (próxima também a Trindade).

Antigos e Antiguinhos: são praias pequenas e desertas muito bonitas. É possível conhecê-las de barco ou a pé, por uma trilha de meia hora a partir da Praia do Sono.

Praia de Jumirim: é uma linda praia próxima a Paraty, só se chega nela de barco. Fica na rota da maioria dos passeios de barco, tem apenas uma casa e águas calmas e claras.

Praia da Lula: tem areias claras e mar calminho de águas cristalinas. Boa para banhos, tem canto de pedras indicado para a prática de snorkeling.

Praia Grande da Deserta: boa para banho, tem águas cristalinas e areias fofas.

Principais Cachoeiras

cachoeira_da_pedra_branca_3

Pedra Branca: são varias quedas d’água que formam poços para banho. O local fica dentro de uma propriedade particular e chega-se pela estrada para a Fazenda Murycana (acesso pelo km 4,5 da estrada para Cunha).

Poço das Andorinhas: poço profundo, com piscinas naturais boas para banho. Deve-se tomar a estrada para Corisco – acesso pelo km 576 da Rodovia Rio-Santos para Ubatuba.

Tobogã: mais visitada e divertida cachoeira da região. Por uma lage de pedra inclinada escorre a água, formando um tobogã natural que termina em um poço. Chega-se lá pela estrada para Cunha a 8 km de Paraty.

Poço da Jamaica: é uma piscina natural formada entre as pedras do Rio Perequê-Açú, com uma pequena e refrescante ducha. É um local tranquilo e pouco conhecido, ideal para descansar e apreciar a beleza da mata que margeia o rio.

Dicas de Passeios

Passeios de escuna e barcos: De grandes escunas a pequenas traineiras, passando pelos veleiros e lanchas, há muitas opções para curtir o mar de Paraty. Mergulho e pescaria são atividades também muito praticadas pelos turistas.

Alambiques de cachaça artesanal: A importância da cachaça paratiense no século XVIII foi tão grande que  nome da cidade virou sinônimo da bebida. Paraty já teve mais de 100 alambiques, mas hoje conta com 7 em funcionamento.

Caminho do Ouro: a Estrada Real ou Caminho do Ouro em Paraty, construída pelos escravos, entre os séculos XVII e XIX, ligava Minas Gerais a Paraty, por onde descia o ouro dos portugueses. A visitação só é permitida com guias autorizados, pois atravessa propriedades particulares.

Fazenda Murycana: situada ao pé da Serra da Bocaina, funciona como engenho de aguardente. No passado foi casa de farinha e cafezal, entreposto de comercialização no ciclo do café, do ouro, do açúcar mascavo e aguardente e de mão-de-obra escrava. Peças em exposição na fazenda constatam as atividades comerciais passadas.

Igreja Santa Rita: é o cartão postal da cidade e fica em frente ao píer de onde saem os barcos e escunas para os passeios. Ao seu lado direito tem uma praça com canhões antigos.

Igreja Nossa Senhora dos Remédios: é a igreja matriz da cidade e tem uma grande praça ao lado.

Igreja Nossa Senhora das Dores: Pequena igreja próxima ao rio e de frente para o mar.

Fonte: site Paraty | Visit Brasil

Se você esta sem tempo para fazer uma viagem longa, mas quer curtir o seu Fim de Semana de um modo diferente, vem com a gente!

#BomFindi

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br/
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: www.twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!

7 principais atrativos de Madureira o berço do samba no RJ

Quem mora no Rio de Janeiro (ou conhece bem a cidade) sabe que em Madureira existem programas quase que obrigatórios no fim de semana. Não por serem badalados ou algo do tipo, mas pelo fato de que oferecem diferentes pedacinhos do melhor da Cidade Maravilhosa. Confira nossa dica:

+ Roteiro Lapa-Santa Teresa para conhecer no Fim de Semana. 

Se você quer estender sua visita ao Rio até o subúrbio, Madureira, bairro localizado na zona norte da cidade, tem muitos atrativos. Além de ser o berço do samba, o bairro é também um grande polo comercial.

Mas não para por aí! Madureira vai além do Mercadão de Madureira e das escolas de samba Império Serrano e Portela. Madureira abriga um dos maiores parques do Rio, o Parque Madureira, com cerca de 93 mil m² – área equivalente a 14 campos do Maracanã, um dos maiores estádios do mundo.

Abriga também a Casa do Jongo, o baile charme no Viaduto de Madureira e a Feira das Yabás. Ou seja, o bairro democrático de Madureira proporciona muita cultura e diversão!

Parque Madureira

Passeio

Com cerca de 93 mil m², o parque é um dos maiores da cidade, com área equivalente a 14 campos do Maracanã. E o parque não é superlativo apenas em suas medidas, mas também nos itens e opções de lazer que oferece aos moradores da Zona Norte carioca.

Quadras de vôlei, basquete e futebol, além de um campo de grama sintética para partidas de futebol dividem o espaço com fontes, riachos, quiosques, pista de skate, pomar e brinquedos.

Ao todo são 800 árvores nativas, 50 palmeiras, além de flores e 31.500 metros quadrados de grama, tornando o espaço amplamente arborizado. Práticas sustentáveis, como o controle de resíduos sólidos, uso da água da chuva, captação e uso de energia solar e iluminação de baixo consumo fazem parte do dia a dia do parque.

O parque, que acompanha a linha férrea que corta o bairro, conta ainda com dois espaços culturais: a Arena Carioca, que receberá apresentações culturais, e a Praça do Samba, espaço dedicado ao gênero musical tão influente no bairro que conta com suas das mais antigas agremiações cariocas – Portela e Império Serrano.

Onde: Rua Soares Caldeira, 115 – Madureira

Funciona no fim de semana: sábados e domingos, das 5h às 22h.

Mercadão De Madureira – Um clássico da Zona Norte

Compras

Com mais de 100 anos, o mercado popular que começou como feira agrícola em 1914, e desde a década de 50 se estabeleceu como principal polo comercial da Zona Norte, recebeu recentemente o título de Patrimônio Cultural do Povo Carioca.

Nas mais de 580 lojas é possível garimpar de material escolar a brinquedos, doces, acessórios femininos, bebidas nacionais e importadas, temperos e ervas e itens afrodisíacos.

Onde: Avenida Ministro Edgard Romero, 239 – Madureira

Funciona no fim de semana:  sábados, das 7h às 19h e domingos, das 7h às 12h.

Império Serrano

Para Dançar

imperio

A escola de samba faz parte de Madureira e da lista do que você precisa explorar no bairro. A verde e branco de Madureira nasceu no final dos anos 1940 após uma dissidência entre os integrantes da escola Prazer da Serrinha, e desde então mantém a tradição que lhe é característica, especialmente pela estrutura democrática, implantada desde sua fundação.

É muito respeitada também pelos compositores que lançou, como Arlindo Cruz e Beto sem Braço, e por inovar ao ter Dona Yvone Lara como primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de uma escola de samba.

Onde: Avenida Edgard Romero, 114 – Madureira

Portela

Para Dançar

Para Dançar

Uma das pioneiras no mundo do samba, nasceu com o nome de ‘Conjunto Oswaldo Cruz’, foi ‘Quem nos faz é o capricho’ e ‘Vai como pode’, até virar Portela. Suas cores são azul e branco e tem a águia como símbolo maior, sempre retratado em seus desfiles, e detém a marca imbatível de 21 títulos de campeã do Carnaval carioca.

Além da importância histórica, vale revelar seu espírito inovador, pois foi a primeira agremiação a apresentar um samba com fantasias adequadas ao tema, e a primeira apresentar uma comissão de frente. Entre os grandes nomes da Portela, Paulinho da Viola, Monarco e Tia Surica são figuras expressivas.

Onde: Rua Clara Nunes, 81 – Madureira

Casa do Jongo

Museus e Centros Culturais

Madureira

O jongo, também conhecido como caxambu, é uma dança de origem africana que influiu fortemente na formação do samba carioca e da cultura popular brasileira como um todo. Há cinquenta anos, o Grupo Cultural Jongo da Serrinha difunde e perpetua o gênero no bairro de Madureira, onde inaugurou recentemente sua nova sede, a Casa do Jongo.

O novo Centro de Cultura tem cerca de dois mil metros quadrados, localizado no pé do Morro da Serrinha, e tem o objetivo de criar uma atmosfera familiar, que preserve a memória do jongo e propague a arte e o desenvolvimento humano.

A casa possui salão para danças, estúdio musical, salas para cursos profissionalizantes, auditório, espaço para exposições permanentes, lojas, cine-clube, escola de artes multi-linguagem, ambiente para rezas e terreiro para jongo e capoeira.

O novo espaço reúne objetos contemporâneos e peças de casas comuns das décadas de 40, 50 e 60, em uma decoração alegre e colorida.

Onde: Rua Silas de Oliveira, 101 – Madureira

Funciona no fim de semana: sábados e domingos, das 9h às 17h

Baile Charme do Viaduto de Madureira

Para Dançar

evento

Um dos bailes mais antigos do Rio. Sempre com muito Charme e Hip Hop com os melhores DJs do cenário Black carioca. O ritmo charme ganhou o Rio de Janeiro nos anos 1990.

No início dividia espaço e atenção nos bailes de funk carioca, mas fincou sua bandeira e fez do Viaduto de Madureira seu ponto máximo de referência.

Com público cativo, os bailes que ali acontecem não são procurados só por quem quer ouvir o R&B e sua variações, mas também por exímios dançarinos que disputam espaço na pista de dança.

Onde: Rua Carvalho de Souza, s/n Espaço Cultural Rio Charme – Madureira

Funciona no fim de semana: sábados, às 22h

Feira das Yabás

show

A cada segundo domingo do mês o bairro de Oswaldo Cruz, contíguo a Madureira, recebe grande público, sedento pela boa mesa e boa música.

O ponto de encontro que não faz distinção entre os vindos da zona norte ou da zona sul, é o recanto das Yabás, ou Tias, que oferecem ali as comidas tipicamente brasileiras, com um toque africano.

Ao todo são 16 barracas, cada uma delas com sua especialidade. Rabada, mocotó, abóbora com camarão e a onipresente feijoada são algumas das opções. Para completar, cerveja gelada e uma grande atração musical a cada edição.

Onde: Praça Paulo da Portela, s/n – Oswaldo Cruz

Funciona no fim de semana: todo segundo domingo do mês, 13h

Continuaremos com muitas dicas sobre o Rio de Janeiro nos próximos posts.
Siga, acompanhe, curta e compartilhe!!!

#BomFindi

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br/
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: www.twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!

Roteiro Zona Portuária (RJ) tour histórico-cultural pela Região do Porto

Roteiro Zona Portuária (RJ): tour histórico-cultural pela região do Porto no Rio de Janeiro é lugares obrigatórios para conhecer na mais celebrada metrópole brasileira! Neste post o MeuFindi vai lhe dar o caminho das pedras para conhecer essa preciosa joia no fim de semana. É somente um menu-degustação, pois vale a pena, retornar o mais breve possível.

Conheça 9 obras incríveis de Oscar Niemeyer no Rio e em Niterói

A Região Portuária viveu seu apogeu e declínio em pouco mais de um século. De aldeia de pescadores a principal porto do país, a área foi também porta de entrada e moradia dos escravos, dando à região a alcunha de “Pequena África”, tamanho o número de negros que ali habitavam. A partir de 2010, com o início das obras do projeto Porto Maravilha, que revitaliza a área urbana enquanto preserva a história desta região, vários pontos históricos foram redescobertos.

Dos Jardins do Valongo ao Cais da Imperatriz, passando por projetos modernos como o Museu de Arte do Rio e o novo Museu do Amanhã, o projeto desenvolveu o potencial turístico e econômico da região, formando um legado para as futuras gerações. Nesse contexto, selecionamos alguns pontos de interesse turístico da Região Portuária carioca, formando um grande roteiro histórico e cultural desta importante região da cidade. Confira:

Pier Mauá

Roteiro
Fonte: visit.rio

O Porto do Rio de Janeiro é onde ficam ancorados os navios de carga e os cruzeiros, que aportam em seus 1050 metros de extensão. Seus armazéns também recebem festas, shows e grandes eventos do calendário oficial da cidade, como a Feira de Arte Internacional ArtRio, o Festival do Rio e  a Semana de Moda. Abriga ainda um dos postos de informações turísticas da cidade.

Onde: Avenida Rodrigues Alves, 10 – Centro

Praça Mauá

Praça Mauá
Fonte: visit.rio

Marca o início da Avenida Rio Branco e também da Região Portuária. A partir de 1910, com a inauguração do Porto do Rio, foi um importante ponto de recepção dos navios que traziam mercadorias e turistas à cidade.

No entorno da praça há importantes construções, como o Museu de Arte do Rio (MAR) e o Museu do Amanhã, além do edifício A Noite, primeiro arranha-céu da cidade, construído em 1930. No centro da praça está a estátua do Barão de Mauá, Irineu Evangelista de Souza, grande empresário do tempo do Império.

Onde: Praça Mauá – Centro

Museu de Arte do Rio – MAR

Museu de Arte do Rio - MAR
Fonte: visit.rio

Inaugurado em março de 2013, o MAR está instalado em duas construções com estilos heterogêneos, porém interligados. O antigo palacete de D. João VI se une à uma edificação modernista.

O primeiro prédio abriga as salas de exposições, que recebem mostras nacionais  e internacionais, de assuntos do passado e do momento presente. Já no segundo, funciona a Escola do Olhar, que desenvolve programas acadêmicos sobre arte, cultura e educação.

Onde: Praça Mauá, 5 – Centro

Museu do Amanhã

Museu do Amanhã
Fonte: visit.rio

Perguntas como “de onde viemos?” e “para onde vamos?” permeiam o imaginário da população mundial e são comuns a todos os povos. Pensando nessas questões, e em tantas outras, o visionário projeto do Museu do Amanhã tomou forma e se torna, então, um amplo espaço de debate e estudo sobre o impacto de nossas ações e como podemos alterar o cenário decadente que se avizinha.

Instituições renomadas mundialmente, como o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets), o Google e a NASA, fazem sua parte do esforço coletivo de estudo de como os indivíduos podem transformar nosso destino na Terra. A proposta do Museu do Amanhã é pioneira em todo o mundo: não há sequer um espaço similar onde atividades culturais e de pesquisa tenham essa proposta de estudo do nosso amanhã.

Onde: Praça Mauá, 1 – Centro

Orla Conde

Orla Conde
Fonte: visit.rio

A Orla da Guanabara Prefeito Luiz Paulo Conde, na Região Portuária, é um passeio público com 3,5km de extensão, que liga o Armazém 8 do Cais do Porto à Praça da Misericórdia, onde está instalado o Museu Histórico Nacional. Passear pela Orla Conde é um convite ao relaxamento e contemplação, dando aos visitantes a oportunidade de enxergar um novo ângulo da cidade.

Mosteiro de São Bento

Mosteiro de São Bento
Fonte: visit.rio

Fundado em 1590 por monges vindos da Bahia, o Mosteiro Beneditino do Rio de Janeiro foi construído a pedido dos próprios habitantes da recém-fundada cidade de São Sebastião. Em pleno centro da grande metrópole, conserva-se como um lugar de silêncio e oração. A visita é restrita à Igreja Nossa Senhora de Montserrat, anexa ao Mosteiro.

Detalhes como o portão em ferro art nouveau e os altares em jacarandá cobertos por ouro são impressionantes. De segunda a sexta, às 7h15, são realizadas missas solenes com canto gregoriano, que também acontecem aos sábados, às 8h, e aos domingos, às 10h.

Onde: Rua Dom Gerardo, 40 – Centro

Pedra do Sal

Foto: Alexandre Macieira | Riotur
Fonte: visit.rio

A Pedra do Sal, no Morro da Conceição, faz parte da região conhecida historicamente por Pequena África, que se estendia do entorno da Praça Mauá até a Cidade Nova. Nas festas nas casas de escravos e forrós tocava-se o choro com flauta, cavaquinho e violão. No quintal, acontecia o samba rural, batido na palma da mão, no pandeiro, no prato-e-faca; e dançado com sapateados, peneiradas e umbigadas. Foi ali que nasceu o samba urbano carioca, que surgiram sambistas populares e antigos ranchos carnavalescos.

Hoje a Pedra do Sal é palco de animadas rodas de samba do grupo Roda de Pedra. O local possui simpáticos casarios coloridos, ladeados por uma escadaria e a histórica ladeira de pedra. A festa atrai turistas e jovens de vários bairros da cidade. No Dia Nacional do Samba, 2 de dezembro, integrantes do quilombo da Pedra do Sal celebram a lavagem da Pedra. Quem põe a mão na massa são grupos de candomblé e membros do bloco carnavalesco Afoxé Filhos de Gandhi. Há rodas de samba, de capoeira, culinária temática, exibição de filmes e palestras.

Onde: Rua Argemiro Bulcão, – Saúde

Igreja de São Francisco da Prainha

Igreja de São Francisco da Prainha
Fonte: portomaravilha

Construída e doada à Venerável Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, em 1704; foi reedificada em 1740 após o local ser destruído durante um incêndio causado pela invasão francesa chefiada por Jean-François Duclerc.

Considerada uma das principais obras no estilo barroco jesuítico, a igreja ficou fechada por 10 anos devido a problemas de conservação e foi reaberta em 2014 para visitação.

Onde: Rua Sacadura Cabral – Adro da Prainha – Saúde

Jardim Suspenso do Valongo

Jardim Suspenso do Valongo
Fonte: visit.rio

Construído no início do século XX, o espaço foi projetado pelo arquiteto-paisagista Luis Rey e inaugurado em 1906. Construído nos moldes dos parques franceses do século XIX, retornou aos padrões originais após a obra realizada nos últimos anos. Réplicas das estátuas dos Deuses Minerva, Marte, Ceres e Mercúrio, que antes adornavam o Cais da Imperatriz, estão expostas no jardim.

Onde: Rua Camerino, s/n – Centro

Cais Valongo e da Imperatriz

Foto: Alexandre Macieira | Riotur
Fonte: visit.rio

Redescoberto debaixo de toneladas de terra durante as obras de reurbanização do Porto Maravilha, o local, construído em 1811 por determinação do Marquês de Lavradio, era o porto onde desembarcavam os navios negreiros e que, depois, foi remodelado para receber a Imperatriz Teresa Cristina, noiva do futuro Imperador D. Pedro II, em 1843.

Onde: Avenida Barão de Tefé, 91 – Saúde

Centro Cultural José Bonifácio

Centro Cultural José Bonifácio
Fonte: visit.rio

O palacete centenário foi fundado em 1876 por D. Pedro II e sediou a primeira escola pública da América Latina. Desativado em 1977, deu lugar à Biblioteca Popular Municipal da Gamboa.

Após restauro, a edificação reabriu como Centro Cultural José Bonifácio, com o intuito de preservar a cultura afro-brasileira no país.

Onde: Rua Pedro Ernesto, 80 – Gamboa

Fortaleza da Conceição

fortaleza

Erguida em 1713 no alto do Morro da Conceição devido à posição privilegiada em um ponto alto da cidade próximo à Baía de Guanabara. Cinco anos após a inauguração já dispunha do terceiro maior poderio bélico da região.

Com a atual renovação da região portuária da cidade, contígua ao centro, tornou a atrair grande público interessado em sua história, com destaque para a capela e para as masmorras onde líderes da Inconfiência Mineira ficaram presos. A vista descortinada da Baía da Guanabara e do Cais do Porto são outras grandes atrações.

Onde: Rua Major Daemon, 81 – Saúde

Casa da Tia Ciata

Hilária Batista da Silva, conhecida como Tia Ciata, cozinheira e mãe de santo nascida na Bahia, é uma das figuras mais influentes da cultura negra carioca do início do século XX. Realizava encontros entre os músicos e religiosos filhos de santo, e nessas seções a música dava o tom. Músicos importantes como Donga e Pixinguinha eram frequentadores assíduos das rodas, e especula-se que ‘Pelo Telefone’, primeiro samba gravado em disco, foi escrito em um desses encontros.

O Mictório Público é a Casa da Tia Ciata, escritório da Organização dos Remanescentes da Tia Ciata (ORTC) e espaço cultural para manter viva a memória da dama do samba. Uma exposição permanente sobre a veterana do samba é a principal atração do espaço.

Onde: Rua Camerino, 5 – Centro

Centro Cultural Pequena África

Centro Cultural Pequena África

Instalado na Casa da Guarda, no Jardim Suspenso do Valongo, o espaço tem como objetivo principal  resgatar e preservar os valores culturais da antiga Pequena África, região que hoje abriga os bairros da Saúde, Gamboa, Santo Cristo e parte do Centro, primeira morada dos africanos e seus descendentes que chegaram ao Rio de Janeiro.

Nesta área, hoje se encontram  comunidades remanescentes de quilombos da Pedra do Sal e Santo Cristo. O espaço realiza encontros periódicos, com rodas de samba, atividades culturais e debates, em um processo de resgate para a valorização da história e da cultura do Rio de Janeiro e do Brasil.

Onde: Rua Camerino, 5 – Centro

Fonte: visit.rio

Continuaremos com muitas dicas sobre o Rio de Janeiro nos próximos posts.
Siga, acompanhe, curta e compartilhe!!!

#BomFindi

Siga MeuFindi nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/MeuFindi
Blog: www.blogmeufindi.com.br/
Instagram: www.instagram.com/meufindi/
Twitter: www.twitter.com/meufindi

Se você gosta de aproveitar o fim de semana, saber das novidades sobre tudo que acontece na sua cidade ou perto dela e ainda quer ajudar mais pessoas a curtirem um fim de semana perfeito, compartilhe MeuFindi com seus amigos.

Faça como milhares de leitores do MeuFindi, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber novos conteúdos em primeira mão!